Coronel reformado da Polícia Militar é suspeito de abusar sexualmente da sobrinha em BH

A Polícia Civil abriu inquérito, que corre sob sigilo, para investigar as denúncias de abuso sexual contra um coronel reformado da Polícia Militar. O homem, de 48 anos, é acusado de violentar a sobrinha, uma adolescente, de 13 anos.

A vítima teria contado à mãe que sofreu o primeiro abuso, em 2015, em Lagoa Santa, quando ela tinha 8 anos. Ela relatou que na ocasião o suspeito teria passado a mão em suas partes íntimas. Em 2018, o suspeito teria tentado abusar novamente da sobrinha no apartamento dele no bairro Buritis, na região Oeste.

Com a repercussão do caso da menina, de 10 anos, estuprada no Espírito Santo, a garota relatou os fatos para mãe e procurou a Delegacia de Polícia Civil de Lagoa Santa.

A Polícia Civil afirma que abriu inquérito e que todas as partes serão ouvidas nesses próximos dias.

Por meio de nota a Polícia Militar, informou que os fatos envolvem um policial militar inativo e que as providências legais solicitadas pela possível vítima foram atendidas. A corporação afirmou ainda que a Corregedoria da Polícia Militar acompanha o caso.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*