Prova que avalia o ensino remoto nas escolas estaduais teve gabarito vazado, segundo professora

A avaliação do nível de aprendizagem pelas aulas remotas que está sendo feita pela Secretaria Estadual da Educação (SEE), tem recebido críticas de diversos especialistas.

De acordo com a professora Patrícia Pereira, representante do Fórum Permanente de Educação em Minas Gerais, o gabarito da avaliação vazou antes da realização da prova.

“Uma avaliação objetiva com consulta perde totalmente o seu propósito. Outro elemento que é importante colocar é que esses gabaritos vazaram. Ninguém sabe quem foi que espalhou, mas o objetivo que era diagnosticar perdeu o seu propósito”, diz.

Além disso, a professora avalia o modelo de prova, como não sendo suficiente para avaliar os alunos.

“A outra crítica é exatamente em relação a avaliação diagnóstica como único instrumento para mensurar todo o processo de ensino-aprendizagem. A  avaliação objetiva diagnóstica é apenas uma ferramenta e não a única”, explica.

Em nota, a Secretaria Estadual de Educação admite que dificuldades de uso do aplicativo ‘Conexão Escola’ podem ter ocorrido em razão do grande volume de acessos; em relação às críticas sobre a avaliação dos alunos, a pasta não se manifestou.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*