Dia Mundial do Rádio celebra evolução, inovação e conexão

Lema “Novo Mundo, Novo Rádio” marca a data este ano; ONU News fez primeira transmissão há 75 anos; ONU News em Português realça papel de utilidade pública do rádio e flexibilidade do veículo em tempos de crise.

Este 13 de fevereiro é o Dia Mundial do Rádio. Nesta data, em 1946, a Rádio ONU entrou no ar com sua primeira transmissão sobre o trabalho das Nações Unidas no mundo. Hoje, com o nome de ONU News, o serviço existe em nove línguas incluindo o português.

“Novo Mundo, Novo Rádio” é o lema da comemoração que desta vez destaca a resiliência do meio de comunicação, a capacidade de se adaptar às transformações sociais, às necessidades das variadas faixas de audiência e a acessibilidade no espaço e tempo.

Evolução, inovação e conexão

O ano de 2021 marca ainda 10 anos desta celebração global, enfatizando os subtemas, evolução, inovação e conexão, que têm acompanhado amplamente a história do rádio, segundo a chefe da ONU News em Português, Monica Villela Grayley.

Foto: ONU News
Equipamento para produção radiofónica.

“Essa maleabilidade, ou essa flexibilidade do rádio, na nossa opinião, é um grande trunfo do meio. Quando a gente fala, por exemplo, da interatividade, que algumas pessoas que talvez não conheçam a história do rádio, pensam que seja uma caraterística das redes sociais. Na realidade, o rádio é o pai ou a mãe da interatividade. Quando os ouvintes ligavam para as emissoras de rádio pedindo sua música e entravam no ar conversando com apresentadores, e isso acontece ainda, esse já era o início, o nascimento da interatividade.”

A produção multimídia em língua portuguesa nas Nações Unidas foi potenciada em 2006, quando se agregou ao rádio a criação, edição, produção e distribuição de conteúdos para mídias impressas, televisão e internet para centenas de parceiros.

Em 2009, Português foi a primeira língua da Rádio ONU a entrar nas redes sociais com uma conta no Twitter. Os conteúdos passaram depois a ser disponibilizados em contas no Facebook, YouTube e Instagram como parte da renovação contínua das operações.  A chefe da ONU News lembra o crescimento da audiência durante a pandemia da Covid-19, quando o público em língua portuguesa em todas as partes do mundo buscava informações confiáveis.

Serviço

“Nesse momento de pandemia, o rádio presta um grande serviço à população. Um grande serviço com informações corretas, informações verificadas e verdadeiras para que a população obtenha também a sua orientação, Como nos todos sabemos, quando existe qualquer emergência em qualquer parte do mundo onde falta energia elétrica, as pessoas ficam sem acesso à televisão e às redes sociais através do telefone celular com o rádio, de pilha a população é orientada. Viva o Dia Mundial do Rádio e vida longa ao rádio.”

O leque de parceiros usando os serviços multimídia se estende pelos oito países de língua portuguesa, em veículos de alcance local, nacional e internacional. Na diáspora, a rede inclui parceiros nos Estados Unidos, no Reino Unido, na África do Sul e na França, além de outros países.

Foi após 2016, que o nome Rádio ONU ou Rádio das Nações Unidas mudou para ONU News para refletir a realidade de uma produção multimídia presente nas mais diversas plataformas.

Unicef/Habib Kanobana
Criança no Ruanda estudando usando rádio, devido à pandemia

Na redação em Português, essa adaptação que já ocorria durante uma década permitiu o salto de 12 parceiros, quando se tornou serviço multimídia, para os atuais cerca de 700. Muitos usam produtos sem formalizar a parceria.

Plataformas

A participação da ONU News em diversas iniciativas globais têm sido uma das marcas da operação. Uma das mais recentes é a Campanha Verificado, que para combater a desinformação incentiva usuários de plataformas digitais a refletir antes de compartilhar “informações e notícias questionáveis”.

No terreno, o desempenho de forças de paz lusófonas teve destaque após ser acompanhado pela equipe em português em diferentes projetos de parceria e coprodução. As iniciativas foram feitas com representações nacionais, missões de paz e emissoras da ONU em países como Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Haiti, República Centro-Africana, Mali, Sudão do Sul e Líbano.

A operação multimídia que em nível mais amplo já oferecia produtos em árabe, chinês, inglês, francês, espanhol, russo e suaíle totaliza nove idiomas desde que a estreia da redação em hindi em 2018.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*