Bombeiros divulgam balanço parcial de ocorrências relacionadas à chuva em Montes Claros, Salinas, Porteirinha e Rio Pardo de Minas

GERAL031/MOC4.JPG MONTES CLAROS CRÉDITO: DIVULGAÇÃO

O Corpo de Bombeiros divulgou um balanço das ocorrências atendidas nas cidades mais atingidas pela chuva no Norte de Minas Gerais: Montes Claros, Salinas, Porteirinha e Rio Pardo de Minas. As informações foram repassadas à imprensa nesta quarta-feira (29).

Não há registro de feridos ou mortos até a última atualização desta reportagem.

Montes Claros

 

Bombeiros no local onde uma casa desabou, em Montes Claros — Foto: Corpo de Bombeiros

Bombeiros no local onde uma casa desabou, em Montes Claros — Foto: Corpo de Bombeiros

Os militares atenderam 11 ocorrências de alagamento e inundação nos bairros Planalto, Renascença, Tancredo Neves, Vila Antônio Narciso, Monte Carmelo, Vila Campos, São Judas Tadeu.

Houve ainda um desabamento de casa na Vila Itatiaia. De acordo com a corporação, o morador não estava no local. O imóvel foi isolado e a Defesa Civil foi acionada.

Além disso, os militares fizeram o corte de uma árvore em Montes Claros. Uma equipe da cidade também vistoriou a barragem de Glaucilândia.

Montes Claros registra 110 mm de chuva em um período de horas

Montes Claros registra 110 mm de chuva em um período de horas

Salinas

 

O Corpo de Bombeiros atou juntamente com a Defesa Civil, Polícia Militar e Prefeitura para retirar os moradores de casas alagadas. Entre as pessoas resgatadas estão 38 idosos do Lar Santa Clara, eles foram levados para o Instituto Federal do Norte de Minas.

 

Conforme a corporação, 236 residências, 70 prédios comerciais e o Mercado Municipal foram atingidos pela água. Algumas comunidades rurais também ficaram sem acesso por terra.

Os trabalhos continuam nesta quarta, com vistorias nas áreas de risco e em residências com risco de desabamento.

Moto aquática foi usada no resgate de moradores em Salinas — Foto: Inter TV/Reprodução

Moto aquática foi usada no resgate de moradores em Salinas — Foto: Inter TV/Reprodução

Rio Pardo de Minas

 

Uma força-tarefa também foi formada para atuar na cidade, que sofre com inundações após o transbordamento do Rio Pardo. Foi instalado o Sistema de Comando em Operações (SCO) no gabinete do prefeito para gerenciamento das ocorrências.

O Corpo de Bombeiros informou que moradores ficaram ilhados e precisaram ser retirados de suas casas. Pelo menos oito imóveis foram interditados. O acesso a algumas comunidades rurais também ficou prejudicado

Nesta quarta, a força-tarefa receberá o apoio de dois caminhões do Exército e o apoio de 10 militares do Batalhão de Emergências Ambientais e Desastres do Corpo de Bombeiros Militar, oriundos de Belo Horizonte. A equipe já conta com militares com experiência em ocorrências de desastre.

A corporação explicou que as ações desta quarta serão concentradas no resgate de oradores da zona rural com necessidade de atendimento médico-hospitalar, vistorias em área de risco e envio de recursos como água potável e alimentação.

Porteirinha

 

Chuva em Porteirinha eleva nível do Rio Mosquito e água invade casas

Chuva em Porteirinha eleva nível do Rio Mosquito e água invade casas

Militares de Janaúba se deslocaram para Porteirinha para atender as ocorrências relacionadas à chuva. O Rio Mosquito inundou e alagou parte do Centro da cidade.

Algumas famílias foram retiradas de casa e realocadas nas residências de parentes ou abrigos provisórios.

As equipes permanecem fazendo vistorias e monitoramento de áreas de risco.

Doações

 

As doações podem ser direcionadas a qualquer quartel do Corpo de Bombeiros. Cinco itens são mais necessários nesse momento:

  • Kit de higiene pessoal: Creme dental, sabonete, escova de dente, etc
  • Kit dormitório: Colchão, travesseiro, roupa de cama, etc
  • Kit de limpeza: Água sanitária, desinfetante, rodo, vassoura, sabão, etc
  • Água mineral
  • Alimentos não perecíveis

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*