Covid-19: ministro da Saúde cobra planejamento de Estados e municípios para aplicação da terceira dose da vacina

Depois de anunciar que o país terá uma terceira dose de reforço da vacina contra a covid-19 para idosos e pessoas com baixa imunidade, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, alertou que Estados e municípios devem seguir as orientações da pasta para definir quais os públicos serão vacinados, no atual momento da pandemia.

Segundo o ministro, a vacinação de adolescentes começou em algumas capitais sem a orientação do ministério. Por isso, estas cidades devem ter menos doses de reforço para a aplicação nos idosos.

O ministro da Saúde explica porque somente a vacina da Pfizer foi autorizada para a dose de reforço. “Primeiro que essa vacina já foi testada em regimes de intercambialidade, segundo porque é uma vacina que está aprovada na maioria das grandes agências sanitárias do mundo e terceiro porque o Ministério da Saúde se programou para adquirir uma quantia bem expressiva de doses dessa vacina e ela tem chegado ao Brasil obedecendo critério de tempestividade que nos dá segurança para tomar essa decisão.”

O Ministério da Saúde faz novas pesquisas para verificar a necessidade de incluir mais pessoas nos grupos que vão tomar a dose de reforço da vacina contra a covid.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*